1924-2017

Mário Soares

Mário Soares foi o homem, o político, o pensador, o fundador da democracia. Viu, viveu, fez viver e mudar. Poucos como ele ficarão nos livros da história. Uma história de alguém que nunca desistiu e que aqui se conta.

  • Conferências sobre o futuro da Europa fazem parte das iniciativas organizadas para assinalar o semestre.

  • O líder do Chega nunca tratou o seu oponente como adversário, mesmo quando o repetente na corrida a Belém saudou a memória de Mário Soares.

  • Abusando dos neologismos, o PS e Costa têm toda a conveniência em “pandemizar” as eleições presidenciais. É justamente isso que o PSD e o CDS não devem deixar que aconteça.

  • O actual Presidente segue o exemplo de Soares e Sampaio. Cavaco foi o único chefe de Estado que dirigiu mensagem ao país em pré-campanha eleitoral.

  • Rebaptizada para acolher o nome de Maria Barroso, e com novos estatutos e corpos sociais, a fundação apresenta esta quinta-feira o seu plano de acção até 2025.

  • Aos 80 anos ainda trabalha. O magistrado que recusou cinco vezes entrar para um governo deixa agora um testemunho fundamental para traçar um retrato do que foi a justiça portuguesa e a sua relação com o mundo da política nas duas últimas décadas do século XX.

  • Não há qualquer paralelo político entre Freitas do Amaral e Paulo Portas, de um lado, e André Ventura, do outro.

  • Maria João Avillez é a autora da biografia de referência de Francisco Sá Carneiro. Passados 40 anos sobre a morte do então primeiro-ministro, a jornalista sistematiza as características de líder do fundador do PSD e as relações conflituosas que viveu dentro do partido e garante: “Quem ficou foi ele, ele e as bases.”